Imagem de Mulher Pensando

Qual a única coisa que realmente importa para você passar em provas e concursos públicos?

Escrito Por
ANDRÉ WILSON
em 26 Fevereiro 2018
Início > Blog > Qual a única coisa que realmente importa para você passar em provas e concursos públicos?

 

Quando um cadete consegue ser aceito em West Point, a Academia Militar dos Estados Unidos, é um feito que merece respeito.

O processo de admissão é tão rigoroso, que, todos os anos, cerca de 14.000 candidatos iniciam o processo, mas apenas 8% são aprovados.

Para ser aceito em West Point, além de obter notas no exame de admissão (SAT ou ACT) tão altas como aquelas necessárias para ingressar em Harvard ou Stanford, o cadete precisa ter tido também excelentes notas no ensino médio e preparo físico de um atleta. Na verdade, a maioria desses cadetes lideraram equipes esportivas em seus colégios.

No entanto, 1 em cada 5 cadetes abandona o curso antes da formatura e a maioria das desistências ocorrem logo no início, após as 7 semanas do programa Beast Barracks (Quartel da Feras).

As 7 semanas do Beast são descritas no manual de West Point como “a parte mais desgastante, do ponto de vista físico e emocional, dos 4 anos em West Point”.

No Beast, o dia típico de treinamento do cadete começa às 5 da manhã e só termina às 22 horas. Não há finais de semanas livres e os únicos intervalos permitidos são os das refeições e higiene pessoal.

O contato com parentes e amigos não é permitido. O cadete fica completamente isolado do mundo exterior, enquanto é desafiado de vários modos: físico, mental, militar e social.

O processo de admissão em West Point utiliza o que eles chamam de Pontuação Integral para selecionar os cadetes.

É uma espécie de indicador de talento, que é calculado com base na média ponderada dos resultados nos exames de admissão, notas do ensino médio, avaliação do potencial de liderança e desempenho nos testes físicos.

Embora a Pontuação Integral fosse o fator decisivo para ingressar em West Point, esse critério não conseguia prever com segurança quem terminaria as 7 semanas do Beast.

Era de se esperar que os candidatos com maiores notas (os mais talentosos) ficassem até o fim do Beast.

No entanto, cadetes com altas pontuações tinham a mesma probabilidade de desistir no meio do programa quanto aqueles que ocupavam as últimas posições.

Afinal, as pessoas talentosas não deveriam ter perseverança? Pela lógica, se os talentosos se esforçarem, poderiam alcançar resultados fantásticos!

A verdade é que aqueles que abandonavam o programa raramente o faziam por falta de capacidade, o que fazia mesmo a diferença era uma única coisa: a atitude de nunca desistir.

Segundo a Profª Angela Duckworth, em seu fantástico livro Garra: o Poder da Paixão e da Perseverança, “certas pessoas são dedicadas quando as coisas vão bem, mas desmoronam diante de uma situação adversa.”

O fato é que as pessoas com a atitude de nunca desistir costumam ser modelos de perseverança e sucesso, porque nunca estão satisfeitas com seu desempenho atual e procuram melhorar o tempo todo.

E, sobre essa questão, a Prof.ª Angela, vai direto ao ponto: “Nosso potencial é uma coisa. O que fazemos com ele é outra, bem diferente”.

Se esse assunto parece interessante para você, continue lendo, porque você vai aprender mais sobre:

 


ÍNDICE DE CONTEÚDO

Você não precisa ser o mais inteligente da turma para passar em concurso público

7 coisas importantes que você precisa saber antes de começar a estudar para concursos (você não pode deixar de ler a n.º 3)

   #1 Não dá para estudar para concursos públicos sem ter um método de estudo

   #2 Sem ter um propósito claro, você não irá muito longe

   #3 Antes de melhorar, as coisas tendem a piorar bastante

   #4 Ser persistente não é suficiente

   #5 Ter um mentor ajuda muito

   #6 Você terá que fazer escolhas difíceis e perder alguns amigos

   #7 O mundo não irá parar de girar só porque você decidiu estudar para concursos

E agora? Por onde eu começo?


 

Você não precisa ser o mais inteligente da turma para passar em concurso público

Foto Albert Einstein

Você não precisa ter nascido com talento inato para fazer provas e nem um dom especial para conseguir passar em um concurso público.

Ser inteligente é claro que ajuda, mas não é suficiente para obter sucesso e nem a única condição para que você conquiste a sua vaga no Setor Público.

O que importa é quanto você está preparado para cair e levantar.

"Aquilo que conseguimos na vida talvez dependa mais de nossa paixão e perseverança do que um talento inato." (Angela Duckworth)

Já treinei pessoalmente alunos talentosos e muito inteligentes.

Sem necessidade de muitas explicações, dominam rapidamente conteúdos, que alunos menos capazes tinham dificuldade de dominar.

Mas, para minha surpresa, alguns alunos que demostravam ter mais dificuldade no início estavam se saindo melhor nas provas que os alunos mais inteligentes.

Apesar das dificuldades, esses alunos, que comecei a chamar de “Heores” (Heróis) em meu programa de treinamento personalizado, eram excelentes!

Cumpriam o cronograma de estudos no prazo, não perdiam tempo com conversas no WhatsApp e redes sociais e, quando faziam uma lista de exercícios e erravam questões, só sossegavam quando descobriam o motivo do erro ou dúvida.

Os Heores estavam sempre me pedindo feedback sobre seus desempenhos e fazendo perguntas específicas sobre como melhorar o % de acertos nas listas. Não queria apenas aprender, mas aprender como aprender mais rápido.

Raramente, esses alunos me perguntavam sobre a quantidade de candidatos por vaga ou se preocupavam se os concorrentes estavam mais preparados que eles.

Eles estavam completamente focados em melhorar o desempenho, nem que seja um 1%, a cada dia.

E, quando falhavam, levantavam e seguiam em frente.

Eram como bebês focados em aprender a andar: mais preocupados em ficar de pé, do que com a quantidade de tombos que tinham que levar até aprender a dar os primeiros passos.

Se você é muito inteligente, aproveite a sorte que teve na loteria genética da vida!

Da mesma forma que nascer mais alto ajuda a ser escolhido para o time de basquete, ter nascido inteligente dará a você uma vantagem em relação aos outros candidatos. Isso é um fato cientificamente comprovado.

No entanto, nascer alto não garante que você irá ser chamado para jogar na NBA quando sair do colégio, certo?

De forma análoga, ser inteligente não garante sua aprovação em um concurso público.

Entenda que ter potencial é uma coisa. O que fazemos com ele é algo bem diferente.

Então, leve a sério seus estudos e seja perseverante, pois você irá conseguir sua aprovação mais rápido.

E se você não se considera uma pessoa superdotada de inteligência?

Seja um herói!

A jornada do herói é cheia de fracassos, desafios e altos e baixos, mas, no final, ele sempre consegue atingir seu pleno potencial.

E qual o segredo para ser um super-herói?

Ter uma atitude de nunca desistir.

 


Assista este vídeo (tem legendas em Português):


 

Agora, pensa comigo, você realmente não é inteligente o suficiente para passar em concursos públicos?

Pense na quantidade de problemas que você resolve e nas coisas que faz em um só dia!

É impressionante, não?

Na verdade, o que fazemos hoje com certa facilidade, já foi considerado “coisa de superdotado” em outras épocas.

Já parou para pensar quanto é complicado para nosso cérebro guiar você com segurança pelas ruas enquanto digita no WhatsApp?

É preciso muito inteligência para fazer isso! :)

Viver é complexo e desafiador. E, se você ainda está vivo, acredito, do fundo do meu coração, que tem a inteligência necessária para passar em um concurso público.

Só precisa ser persistente.

Continue lendo.

 

SAIA NA FRENTE: BAIXE AGORA O E-BOOK COMPLETO E 100% GRATUITO

 

 

7 coisas importantes que você precisa saber antes de começar a estudar para concursos (você não pode deixar de ler a n.º 3)

Ponto de partida para passar em provas e concursos

 

Eu me considero um herói.

Não por ter enfrentado e vencido uma disputa com outros 1.364 candidatos por apenas 4 vagas, e ter conseguido, em menos de 7 meses, a aprovação em um concurso público com salário de R$ 13 mil partindo do absoluto zero.

Mas, porque eu pedi demissão de um cargo de prestígio em uma multinacional para estudar para concursos e me mantive firme até o final.

Eu trabalhava 12 a 14 horas por dia, inclusive aos finais de semana, e queria ter mais tempo para mim e para curtir as pessoas que eu amava.

Então, em junho de 2008, após ter sido obrigado a sair no meio da festa de aniversário do meu filho para atender um problema urgente na empresa, decidi pedir demissão, para me dedicar exclusivamente à preparação para concursos públicos.

Pedir demissão para estudar para concursos parecia algo lógico para mim. Eu trabalhava 12 a 14 horas. Então, era só estudar o mesmo tempo, que eu seria aprovado rapidamente. Esse era o plano. Parecia óbvio!

Mas... como nenhum plano sobrevive ao campo de batalha... no primeiro concurso após o pedido desligamento, eu fui eliminado porque tirei zero em AFO e Contabilidade Pública e fiz apenas 42% dos pontos possíveis no conjunto de provas.

Não foi fácil...

Mas, algo que aprendi logo cedo na vida é que, para ter sucesso, ter uma atitude de nunca desistir é mais importante que talento.

Bem... vamos deixar a minha história de lado e cuidar em ajudar você a conquistar a sua aprovação.

Tem gente dizendo por aí que dá para viver sem comer, apenas bebendo água.

Não sei se isso é verdade, mas, no mundo dos concursos, tem algumas coisas que dá para deixar de fazer e outras são como beber água.

Passe mais de 7 dias sem beber água e você está morto.

Ignore as 7 coisas que eu irei apresentar a seguir e pode enterrar os sonhos de ser aprovado em um concurso público.

Agora, vou oferecer a você água cristalina, que trouxe de uma fonte que encontrei em minha jornada de concurseiro e anos de experiência comandando a equipe de consultores da VP Concursos.

 

#1 Não dá para estudar para concursos públicos sem ter um método de estudo

Plano de ação para passar em concursos públicos

 

Você não vai conseguir passar em um concurso público usando a mesma estratégia dos tempos de faculdade.

Deixar para estudar na véspera da prova, não vai funcionar dessa vez, porque a quantidade de conteúdo é enorme.

Por exemplo, o concurso da Receita Federal de 2015 teve em seu conteúdo programático 13 disciplinas, algumas delas em nível muito avançado.

A preparação para um concurso como este pode durar mais de 1 ano.

E você precisa ter um método de estudo estruturado para conseguir aprender todo esse conteúdo e lembrar de tudo no dia da prova.

Sem tem um método prático para organizar seus estudos, fica muito difícil passar em um concurso, mesmo que você tenha uma atitude de nunca desistir.

Dá para usar o mesmo método que você utilizou para passar no vestibular? Dá. Mas lembre-se de que, no vestibular, a concorrência é considerada elevada em cursos com 50 candidatos por vaga, mas, em concursos públicos, é muito comum a concorrência ultrapassar os 250 candidatos por vaga.

O concurso que eu passei, por exemplo, tinha uma concorrência de 350 para 1. Eu acertei 83% das questões da prova e, mesmo assim, fiquei em 3.º lugar.

Estudar para concursos públicos é diferente. O jogo é outro.

Você terá que aprender novas estratégias, ferramentas e técnicas se quiser passar em um concurso público.

Mas, não se preocupe com isso agora. Nos próximos posts, eu irei mostrar alguns atalhos para você turbinar a sua preparação. ;)

Por agora, apenas acostume-se com a ideia de que o que trouxe você até aqui, não irá garantir seu sucesso em concursos públicos. Você precisa aprender como estudar da forma correta.

 

#2 Sem ter um propósito claro, você não irá muito longe

Dúvidas sobre o propósito para estudar

 

Por que você quer passar em um concurso público?

Enquanto você não tiver clareza sobre essa questão, nem pense em iniciar os estudos.

Você pensa que será fácil passar meses estudando matérias que você nunca pensou que estudaria na vida?

Estudar para concursos não é um passeio na cidade de Paris, mas uma aventura em uma selva cheia de perigos, obstáculos e desafios.

E para continuar firme nos estudos, você precisará descobrir o seu propósito.

Ter um propósito claro é como ter uma bússola que aponta sempre o “norte” para o sucesso.

Sabe aqueles filmes sobre líderes de sucesso que, para alcançar o topo da carreira corporativa, tiveram que abrir mão da vida pessoal e familiar, só para depois descobrir que nada daquilo valeu a pena?

Pois é, eu me identificava com todos esses filmes... chorei sozinho no banheiro incontáveis vezes, mas continuava com minha busca desenfreada por mais poder, status e dinheiro.

Até que um dia, eu olhei para a vida pessoal destroçada dos meus superiores, muitos deles divorciados e tomando remédios “tarja preta” para controlar o estresse, e imaginei que eu estaria assim alguns anos na frente.

Aquilo me assustou muito. Eu, verdadeiramente, não queria aquele futuro para mim.

Eu almejava passar em um concurso público, porque queria estar presente na vida da minha família.

Eu já tinha um bom salário e uma carreira em ascensão, não precisava de mais dinheiro, precisava de mais tempo para desfrutar com as pessoas que eu amava.

Eu queria poder tirar férias com eles sem que ninguém ficasse me ligando para resolver problemas de trabalho.

Era isso que me mantinha firme todas as vezes que eu pensava em desistir.

Esse era o meu propósito!

No entanto, seu propósito não precisa ser tão dramático como o meu.

Ele só precisa ser específico e forte o suficiente para fazer você seguir em frente, quando outras pessoas desistiriam.

Dizer que quer passar em um concurso para ter uma vida melhor, não quer dizer nada.

O que seria essa vida melhor? Vamos lá! Seja claro!

Seu propósito é ganhar mais dinheiro?

Na boa, quase todo mundo quer isso, para que você quer ter uma remuneração de R$ 15 mil por mês? O que você irá fazer com esse dinheiro? Que sonhos pretende realizar? É isso que irá motivar você! Vai fundo! Descubra seu propósito!

E seu propósito também não precisa ser algo nobre. Ele só precisa ser específico e motivar profundamente você.

Não adianta sair dizendo por aí que você estuda para ajudar a acabar com a fome no mundo, quando, na verdade, você quer mesmo é comprar uma BMW 0 km.

Seja honesto com você mesmo. Não tem problema se propósito for material ou egoísta, basta apenas que ele tenha o poder de fazer você seguir em frente, quando todas as outras pessoas desistiriam.

Siga o conselho da aeromoça: “em situação de descompressão da cabine, primeiro coloque a máscara de ar em você, para só então ajudar a pessoa que está ao lado, mesmo que seja uma criança”.

Você não vai conseguir ajudar ninguém antes de ajudar você mesmo primeiro.

Então vamos lá (responda as perguntas abaixo):

 


  • Qual o seu propósito?
  • Por que você quer passar em um concurso público?
  • Para quem você quer fazer isso?

 

Agora, faça uma pausa e anote as respostas para essas 3 perguntas em um papel.

Não tenha pressa para responder.

Acredite, isso fortalecerá muito a sua atitude de nuca desistir.

 

#3 Antes de melhorar, as coisas tendem a piorar bastante

 

Gráfico saída da zona de conforto

 

O gráfico acima representa o que acontece na maior parte das vezes que tentamos aprender ou fazer algo novo.

É provável que você tenha obtido sucesso em várias áreas da sua vida aprendendo da forma como você faz hoje, mas, para passar em um concurso público, você terá que sair da sua zona de conforto e tentar uma nova forma de aprender.

E, quando isso acontecer, você tenderá a experimentar uma piora nos seus resultados, até se acostumar com as novas técnicas e começar a ter resultados novamente.

Eu fui reprovado em 2 concursos antes de conseguir a minha primeira aprovação, que foi na Agência Nacional de Águas em 7.º lugar (o salário inicial da carreira das agências reguladoras é, atualmente, superior a R$ 15 mil).

No concurso seguinte, Agência Nacional de Transportes Aquaviários, eu fui aprovado em 6.º lugar e atingi um novo platô.

Eu havia saído do zero e aprendido a passar em concursos de agências reguladoras.

Entretanto, eu estava morando em Brasília e queria voltar para São Paulo, então, precisava enfrentar concursos mais “pesados” e concorridos. Fui reprovado 2 vezes novamente, até que consegui passar no concurso do órgão que estou trabalhando atualmente.

Se você entender a lógica do gráfico, verá que colecionar algumas reprovações fazem parte do seu caminho para o sucesso e não ficará frustrado se for reprovado.

Saberá que, se continuar estudando com disciplina, irá conseguir passar em um concurso público mais cedo ou mais tarde.

Entenda que você provavelmente irá apanhar um pouco no começo e não há que ter vergonha disso.

No final das contas, quando você for aprovado, todos irão dizer que você é inteligente, talentoso ou gênio, mesmo que você tenha sido reprovado em 4 concursos como eu (risos).

 

#4 Ser persistente não é suficiente

 

Gráfico Persistência versus Capacidade de Adaptação

 

Você já deve ter ouvido que, para passar em concursos públicos, você precisa ser persistente.

Bem... eu defendi isso o post inteiro!! (risos)

O fato é que ter uma atitude de nunca desistir é importante, mas é preciso ter alguns cuidados.

Persistência é a característica de uma pessoa que não desiste fácil.

Trata-se de uma pessoa determinada a alcançar um objetivo e está disposta a enfrentar obstáculos e desafios, que uma pessoa comum não conseguiria.

Mas o que adianta ser persistente, se você está estudando da forma errada? Sem ter um método de estudo eficaz, persistir não é sinal de força, mas uma grande teimosia.

Então, é aí que entra a capacidade de adaptação.

Mas, tal qual a persistência, a capacidade de adaptação pode ser uma faca de dois gumes.

Se você ficar o tempo todo tentando se adaptar a uma nova situação, tenderá a peder o foco e não conseguirá ser aprovado.

O resultado será alcançado somente quando você persistir tempo suficiente para melhorar seu desempenho atual e, quando não tiver mais conseguindo evoluir, utilizar sua capacidade de adaptação para encontrar um novo caminho para continuar melhorando.

Não confunda ficar dando “murros em pontas de facas” com a atitude de quem não desiste nunca.

Continuar insistindo em algo que você já percebeu que não está dando certo não é persistência, mas pura insanidade e total perda de tempo.

Mesmo as pessoas com grande perseverança desistem de caminhos que não levam ao objetivo principal.

Mas existe algo muito poderoso, que você precisa saber se quer realmente passar em um concurso público.

Que tal ter o poder de controlar suas emoções, para enfrentar desafios e obstáculos sem ceder à pressão e ao fracasso, seja qual for a situação?

Esse poder chama-se resiliência e foi com a ajuda dele que eu consegui superar meu grande fracasso, sair do fundo do poço e seguir rumo a aprovação.

A resiliência é um efeito colateral positivo da atitude de nunca desistir.

Eu irei falar disso com mais detalhes em outro post. :)

 

#5 Ter um mentor ajuda muito

Foto de Usain Bolt com seu Coach

Fonte: http://www.telegraph.co.uk/usain-bolt-worlds-fastest-man/0/glen-mills-the-man-behind-usain-bolts-record-shattering-career/

 

Você conhece algum atleta olímpico que não tem um mentor?

Se até o Usain Bolt precisa de um mentor para ajudá-lo nos treinos, porque você acha que pode se dar ao luxo de não ter um?

Hoje em dia, passar em um concurso público é tão difícil como conquistar uma medalha de ouro.

É possível passar em um concurso público sem ter um mentor? É claro que sim!

Mas, ter uma pessoa mais experiente e que já conseguiu a aprovação em um concurso público irá ajudar você a passar mais rápido.

E por já conhecer o caminho das pedras para aprovação, um mentor irá trazer para você um método de estudos prático, passo a passo e com resultados comprovados. Quer coisa melhor que isso?

E ainda irá ajudá-lo a desenvolver a persistência, capacidade de adaptação e resiliência necessárias para que você consiga passar em um concurso público.

Aqui na VP Concursos, chamamos esse mentor de consultor pessoal. Se quiser saber mais sobre isso, clique aqui.

Sabe quem segurou as pontas quando o Usain Bolt desabou por causa da grande quantidade de lesões e quase desistiu de competir nas Olimpíadas do Rio de Janeiro?

O mentor dele!

Ter uma pessoa experiente para ajudar, também evita que você perca o foco, tempo e dinheiro com tentativas e erros.

Eu, por exemplo, antes de ter o meu mentor, perdi alguns meses de estudos e muito dinheiro em materiais inúteis só para conseguir obter um zero no dia da prova!

Então, arrumei um mentor e bum! 7 meses depois estava aprovado no meu primeiro concurso.

É claro que não foi mágica (risos). Eu tive que estudar muito e manter a atitude de nunca desistir.

Entretanto, fico pensando quantos anos teria ficado estudando até encontrar um método de estudo que funcionasse para mim...

Ter uma atitude de não desistir não significa que você tenha necessariamente que sofrer e resolver tudo sozinho na base da tentativa e erro.

Na verdade, quem tem a atitude de nunca desistir está sempre procurando formas de otimizar seus estudos, para... adivinha... NÃO DESISTIR!

E ter um mentor ajuda muito, pois ele dará a você o famoso caminho das pedras.

Além disso, as pessoas tendem a não ser muito boas em identificar oportunidades de melhoria para elas como o fazem com outras pessoas.

Nesse contexto, um mentor fará o papel de observador externo e irá mostrar aquilo que está diante dos seus olhos, mas você não consegue enxergar.

 

#6 Você terá que fazer escolhas difíceis e perder alguns amigos

Foto de mulher fazendo uma escolha difícil

 

Para passar em concursos, você terá que imergir no mundo dos concursos públicos e, provavelmente, terá que se afastar das pessoas que não entendem porque você está fazendo isso.

Além disso, concurseiro só fala de concurso público. E, quem não está estudando, acha isso um saco!

Eu era da área privada e meus amigos eram todos de lá.  Não adiantava continuar convivendo com eles, pois, na cabeça deles, eu tinha ficado maluco.

Quem larga uma carreira promissora para estudar para concursos?

Foi uma escolha difícil ter que me afastar de todos para estudar para concursos, mas, felizmente, eu não estava só. Podia contar com a companhia do meu mentor.

Existe uma frase que diz: você é média das 5 pessoas com quem mais anda”. E se você quer passar em um concurso público, deve procurar conviver com pessoas que possa ajudar você na sua preparação e apoiar nos momentos difíceis.

Eu tinha um consultor pessoal aprovado nos concursos mais difíceis do país, alguns deles em primeiro lugar... isso subia muito a minha média! 

 

#7 O mundo não irá parar de girar só porque você decidiu estudar para concursos

Foto mulher subindo as escadas

 

Entenda que o mundo não conspira contra você.

Pessoas irão atrapalhar seus estudos, mesmo aquelas que entendem o seu propósito e amam você.

Problemas irão continuar acontecendo na sua vida.

O cano de água pode estourar, você pode bater com o carro e seu vizinho pode querer fazer uma festa de despedida de solteiro na véspera da sua prova.

O Governo pode suspender os concursos públicos...

A crise econômica pode piorar...

No entanto, nenhuma dessas coisas são sinais do universo para você desistir de estudar!

Entenda que é apenas o mundo que não está nem aí para o fato de você ter decidido estudar para concursos públicos.

A vida segue seu rumo...

E o mundo gira...

E você não tem qualquer controle sobre isso.

Então, resista a tentação de querer controlar algo que está totalmente fora do seu controle. Isso só gera sofrimento e ansiedade.

Preocupe-se em controlar a única coisa que você tem poder de controlar: a quantidade de horas que você estuda por dia.

Se você tiver um método de estudos e alguém experiente para ajudar você, concentre-se em estudar e sua caminhada vai ser tão breve quanto foi a minha e irá transformar a sua vida para sempre.

 

E agora? Por onde eu começo?

Organizando os pensamentos para começar

 

#1 Comece assistindo este vídeo (o poder de acreditar que se pode melhorar):

 

Carol Dweck, Professor of Psychology at Stanford University, apresenta "a mentalidade de crescimento", a ideia de que podemos aumentar a capacidade de nossos cérebros para aprender e resolver problemas.

 

#2 Clique aqui para fazer sua inscrição na Lista VIP e receber conteúdo 100% online e 100% gratuito para ajudar na sua preparação e imergir no mundo dos concursos públicos.

"A Lista VIP foi criada para contribuir de alguma forma com a sua aprovação. Quando você vira um VIP, recebe, em primeira mão, de forma organizada, dicas, notícias, e-books, simulados, testes de aprendizagem, cursos completos gratuitos, entrevistas com professores e concurseiros aprovados. Enfim, qualquer coisa que possa levá-lo ao topo da lista de aprovados." (Felipe Lima | Coordenador Pedagógico da VP Concursos)

 

Vejo você no próximo post! :D

 

André Wilson

É sócio-fundador e Consultor e Coach da VP Concursos. Analista de Administração e Finanças da Superintendência de Seguros Privados – SUSEP, aprovado em 3.º lugar no concurso de 2010 (São Paulo). Membro da Sociedade Brasileira de Coaching. Certificado pela The Inner Game International School. Bacharel em Administração, com MBA Executivo Internacional em Gerenciamento de Projetos pela Fundação Getúlio Vargas.

 

JUNTE-SE A MAIS DE 10.000 CONCURSEIROS E ENTRE AGORA PARA LISTA VIP

Receba conteúdo prático, exclusivo e 100% gratuito, para você passar mais rápido em provas, exames e no concurso público dos seus sonhos.

Junte-se a mais de
10.000
concurseiros

Entre para nossa lista VIP e receba conteúdo exclusivo e 100% gratuito sobre concursos