25
jul

Como fica a situação do concurso com um novo presidente na Câmara dos Deputados?

Congresso_Nacional_Brasília-001

A recente mudança na presidência da Câmara deixou os concurseiros, que estão ansiosos pelo concurso, bastante curiosos para saber como fica essa situação, uma vez que o certame precisa de uma ação do presidente para que possa ser realizado.

 

O atual presidente Rodrigo Maia vem sendo pressionado para resolver a questão da defasagem de servidores na Casa, com sobra de vagas disponíveis em várias carreiras. A pressão parte dos próprios servidores, que veem suas atribuições se acumulando com a falta de novos colegas. Os pedidos partem de diversos lados, como associações, assessores diretos, ou da alta direção da Casa.

 

Há também a pressão política, cuja origem é fruto do conhecimento geral de que todos os setores na Câmara precisam de mais servidores, pois atualmente a Casa trabalha com 404 cargos técnicos e analistas legislativos desocupados. É essa falta de pessoal recai na área política, principalmente nas lideranças de diversos partidos e nas mais de 20 comissões temáticas.

 

Está-se trabalhando para que se tenha um concurso em 2017, pois, além da falta de pessoal descrita, estão previstas mais de 1.000 aposentadorias até o ano de 2020.

 

Com toda essa informação em mente, o concurseiro que está se preparando pode ser bem otimista, já que a decisão por adiar o concurso da Câmara põe em cheque o próprio funcionamento da Instituição.

 

O que resta agora é manter o foco nos estudos pois, para um concurso desse porte, o início da preparação deve ser imediato!

Compartilhe nas redes sociais: